Pronnus Tecnologia

Cryptojacking: tudo o que você precisa saber sobre esse golpe

Os golpes digitais e as ameaças virtuais estão cada vez mais criativas. Todos os dias hackers e golpistas encontram e criam novas maneiras de tentar aplicar cibercrimes nos usuários. Um exemplo disso é o cryptojacking. 

Apesar de ser relativamente novo e ainda pouco falado, esse cibercrime já se transformou em uma das ameaças virtuais mais comuns. Inclusive, há muitos indícios que o apontam como um dos principais riscos do mundo digital. Existe uma grande preocupação, pois muitas vezes o cryptojacking atua de forma despercebida, e quando os sinais de algo errado são percebidos, a empresa já pode ter sofrido grandes prejuízos.

Leia também: Golpes na internet: fique por dentro dos principais

O que é criptojacking? 

O criptojacking é uma nova tática onde os cibercriminosos invadem e se escondem nos computadores e demais dispositivos (smartphones, tablets e mais), com o objetivo de se apropriarem dos recursos computacionais e utilizá-los para efetuar a mineração de criptomoedas (como bitcoins) às custas das empresas. Por esse motivo, essa prática também ficou conhecida como “criptomineração maliciosa”.

Com operações sofisticadas, os hackers conseguem prejudicar as empresas de inúmeras maneiras. Por exemplo, invadindo os servidores de rede das empresas, assim como seus computadores e smartphones corporativos. Dessa forma, tornam os processos mais lentos e, consequentemente, ocasionando quedas no desempenho, na produtividade e em outros fatores importantes. 

O principal objetivo do golpe, como na maioria dos outros, é obter dinheiro através das empresas sem que elas percebam. 

Como posso proteger minha empresa contra o criptojacking? 

Após entender um pouco como o criptojacking funciona e qual a sua finalidade, chegamos ao grande questionamento: como proteger os negócios contra essa nova ameaça virtual? Separamos alguns tópicos super importantes: 

Bloquear o JavaScript

Uma das soluções assertivas para proteger os negócios contra os hackers é desabilitar o código JavaScript nos navegadores adotados pela corporação. Além disso, uma boa alternativa para as empresas é optar por extensões gratuitas nos navegadores ou, alternativamente, recorrer a recursos, ferramentas e plataformas mais seguras. Com essas medidas preventivas, é possível fortalecer a segurança da empresa e mitigar os riscos associados a possíveis ataques cibernéticos.

Investir em cibersegurança

Em meio a uma Era Digital tomada por ataques virtuais surgindo constantemente, sem dúvidas, investir em cibersegurança é algo indispensável para manter os dados, sistemas e ferramentas seguros contra qualquer possível ataque virtual.  

Existem diversas alternativas tecnológicas que as empresas podem implementar para se manterem protegidas, não apenas contra ameaças de criptojacking, mas também contra várias outras. Nesse cenário é indispensável estabelecer um plano estratégico de TI e também montar uma equipe de TI capacitada para lidar com esses desafios.   

Orientar os colaboradores 

Os colaboradores são a chave que movem qualquer corporação, sejam ela pequena, média ou grande. Em vista disso, é imprescindível disponibilizar treinamentos ou, simplesmente, orientá-los sobre a importância de tomar cuidado ao abrir e-mails maliciosos, clicar em links que não parecem muito seguros e mais, lembrando-os que é dessa maneira que o vírus minerador de bitcoins invade os dispositivos.

Aumente a proteção do seu negócio contra ameaças virtuais com a Pronnus

Elimine lacunas na infraestrutura de TI e proteja sua empresa contra as mais modernas ameaças existentes. Evite a queda de produtividade da sua operação minimizando o tempo de resposta a qualquer incidente de cibersegurança. 

A Pronnus conta diversas soluções para proteger o seu negócio contra ameaças virtuais. Fale com nossos especialistas e saiba mais.

Últimas Notícias

Receba nossos
conteúdos gratuitamente
Deixe sua mensagem que logo entraremos em contato!