Pronnus Tecnologia

Firewall: o que é e qual a sua importância para as empresas

Soluções de segurança cibernética são cada vez mais necessárias nas organizações. Com a crescente dos ataques cibernéticos, é importante reforçar as estratégias para proteger a sua empresa. E o firewall é uma peça vital do quebra-cabeça da segurança cibernética

Confira a seguir o que é firewall, qual a sua importância e suas principais funcionalidades!

O que é firewall

Redes sem proteção são vulneráveis a tráfego malicioso, como invasões, roubos de identidade, vírus e golpes na internet. Por isso, o firewall desempenha um papel fundamental ao proteger os ativos digitais de uma organização contra ameaças cibernéticas. Além disso, ele possibilita a comunicação segura com o mundo exterior, constituindo-se como uma defesa inicial.

O firewall é uma medida de segurança que controla o fluxo de atividades na web em uma rede privada. Nesse sentido, esse conceito é derivado da analogia com as paredes físicas que retardam a propagação do fogo até a chegada dos bombeiros. Logo, os firewalls de segurança de rede são importantes para controlar o tráfego da web e proteger contra ameaças online.

Em essência, o firewall serve como uma primeira linha de defesa, protegendo ativamente os ativos digitais de uma organização contra ameaças cibernéticas, ao mesmo tempo em que permite a comunicação segura e legítima com o mundo exterior.

Leia também: Tipos de firewall e suas diferenças

Importância para as empresas

A importância do firewall é inquestionável quando se trata da segurança das empresas. Nesse sentido, eles são essenciais para proteger as redes contra uma ampla gama de ameaças cibernéticas, independente de serem nocivas ou não.

Redes desprotegidas estão expostas a qualquer tráfego que tente acessar seus sistemas, tornando-se presas fáceis para invasões, roubo de identidade, malware e fraudes online. A conexão constante à Internet aumenta ainda mais o risco de exposição a ameaças em potencial. Portanto, a implementação de um firewall é uma medida proativa e crítica para garantir a segurança da rede, protegendo assim a integridade dos dados empresariais e a continuidade dos negócios.

Segundo a Fortinet, o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos em 2021, gerando um aumento de mais de 950% em relação ao ano de 2020. De acordo com o FortiGuard Labs, o Brasil ficou em segundo lugar de ataques na América Latina e Caribe, atrás apenas do México.

O firewall desempenha um papel crucial no contexto da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil. Essa legislação estabelece diretrizes rigorosas para o tratamento de dados pessoais por organizações, abrangendo a coleta, armazenamento, processamento e proteção dessas informações. Além disso, as multas previstas pela LGPD são altas, podendo chegar a 2% do faturamento anual da empresa, com limite de 50 milhões de reais. Isso destaca a importância de proteger os dados de forma eficaz.

Ter um bom firewall é crucial para proteger dados pessoais e evitar problemas graves para a empresa. Nesse sentido, a LGPD exige que as organizações adotem medidas de segurança, como firewalls, para garantir a privacidade e integridade dos dados sob sua responsabilidade.

Principais funcionalidades

No geral, um firewall é uma peça crítica da infraestrutura de segurança cibernética. Suas funcionalidades variam desde as mais básicas até as mais avançadas, dependendo das necessidades específicas de segurança da organização. Conheça as principais funcionalidades de um firewall:

Filtragem de pacotes: Função mais básica de um firewall. Ele examina cada pacote de dados que entra ou sai da rede e toma decisões com base em regras predefinidas. Assim, os pacotes que correspondem às regras de permissão são permitidos, enquanto os que correspondem às regras de bloqueio são rejeitados.

Proxy e Encaminhamento de Aplicativos: Alguns firewalls têm a capacidade de atuar como intermediários entre os usuários e os servidores, protegendo a rede ao ocultar informações de identificação dos servidores. Eles podem encaminhar solicitações de aplicativos, como navegadores da web, protegendo a identidade dos clientes.

Detecção e Prevenção de Intrusões (IDS/IPS): Firewalls avançados podem incluir funcionalidades de IDS (Sistema de Detecção de Intrusões) e IPS (Sistema de Prevenção de Intrusões). Eles monitoram o tráfego em busca de atividades suspeitas e podem bloquear automaticamente o acesso de dispositivos que representam uma ameaça.

VPN (Rede Privada Virtual): Os firewalls podem fornecer suporte para VPNs, permitindo que os usuários remotos acessem a rede corporativa com segurança por meio de uma conexão criptografada. Isso é crucial para proteger a confidencialidade das comunicações, especialmente em ambientes de trabalho remoto.

Filtragem de Conteúdo Web: Permite bloquear o acesso a sites com conteúdo inadequado ou malicioso. Isso ajuda a melhorar a produtividade e a segurança dos colaboradores.

Controle de Acesso: É possível usar firewalls para controlar o acesso a recursos ou áreas específicas da rede. Isso é útil para garantir que apenas usuários autorizados possam acessar informações sensíveis.

Ampliando sua defesa cibernética além dos firewalls

É importante entender que os firewalls são apenas uma parte de uma estratégia de segurança cibernética abrangente. Para enfrentar as ameaças modernas de forma eficaz, é necessário adotar várias camadas de segurança como, antivírus, autenticação multifator e treinamento de conscientização de segurança, por exemplo.

Além disso, a manutenção regular e as atualizações de segurança desempenham um papel essencial na minimização das vulnerabilidades do firewall.

Aqui estão algumas práticas para otimizar o desempenho e a eficácia do seu firewall:

Política de Segurança: Tenha uma política de segurança clara e bem definida que inclua o uso do firewall. Certifique-se de que todos os colaboradores estejam cientes e cumpram as diretrizes de segurança.

Acesso Restrito: Limite o acesso aos componentes de configuração do firewall apenas a pessoal autorizado. Isso reduz o risco de configurações inadequadas ou maliciosas.

Política de Senhas Fortes: Utilize senhas fortes para acessar a interface de gerenciamento do firewall e altere-as regularmente. Evite senhas padrão ou previsíveis.

Backup e Recuperação: Mantenha backups regulares das configurações do firewall e saiba como restaurar o dispositivo em caso de falha ou problemas.

Proteja seu negócio com firewall de última geração

A Pronnus é parceira da Fortinet, líder mundial em soluções de cibersegurança. Os firewalls avançados FortiGate apresentam processadores de segurança personalizados para proteger sua rede contra as principais ameaças. Além disso, se trata de uma solução flexível, capaz de atender empresas de todos os tamanhos, com implantação personalizada.

A Pronnus oferece a opção de compra ou aluguel, com suporte de nosso time certificado pela Fortinet. Clique aqui e fale com um de nossos especialistas

Últimas Notícias

Receba nossos
conteúdos gratuitamente
Deixe sua mensagem que logo entraremos em contato!