Pronnus Tecnologia

Guia para entender o malware e se proteger de ataques cibernéticos

À medida que nos inserimos cada vez mais em uma era digital que só avança, a segurança cibernética se torna uma preocupação ainda maior para usuários e também empresas. Entre as diversas ameaças que nos rondam no ambiente digital, o malware se destaca como uma das conhecidas, mas mesmo assim eficientes para os cibercriminosos.

Neste artigo, vamos explorar o conceito de malware em detalhes. Além disso, veremos as várias formas que ele pode assumir, investigar como ele se propaga e ainda, analisar os diferentes tipos de ataques que ele desencadeia. Descubra como proteger-se dessas ameaças digitais.

O que é malware?

A palavra “malware” deriva da combinação de “malicioso” e “software” e descreve com precisão sua natureza. Em termos simples, o malware é um termo abrangente que se refere a qualquer software criado com intenções maliciosas. Dessa forma ele invade sistemas de computadores e dispositivos móveis sem o consentimento do usuário. Após a infiltração, ele pode executar uma série de ações prejudiciais, desde a coleta de informações pessoais até a perturbação do funcionamento normal do dispositivo.

Quais os tipos mais comuns de malware?

Os malwares existem em diversas formas, cada uma com objetivos específicos. Sendo assim, alguns dos malwares mais comuns podem agir através de:

Vírus

Programa malicioso projetado para se multiplicar entre computadores, causando danos ou realizando ações indesejadas nos sistemas afetados.

Worms

Malwares autônomos que se propagam rapidamente e de forma independente por redes, explorando vulnerabilidades.

Trojans (Cavalos de Troia)

Malwares disfarçados com softwares legítimos, com o objetivo de executar ações maliciosas nos dispositivos em que estão instalados.

Ransomware

Uma forma de sequestro de informações, onde os cibercriminosos bloqueiam o acesso a sistemas. E assim, só o liberam mediante pagamento de resgate.

Spyware

Malwares que coletam informações pessoais sem o conhecimento do usuário, enviando-as para terceiros. Dessa forma, estas informações podem ser usadas para acessar sistemas e executar golpes em nome da vítima.

Adware

Malwares que exibem anúncios indesejados que, ao serem clicados, executam ações indesejadas.

Leita também: O impacto dos golpes cibernéticos na vida pessoal

Como o malware se espalha?

Estas são as formas mais comuns utilizadas para espalhar malwares:

E-mail de phishing

Envio de e-mails falsos, que parecem legítimos, com o objetivo de enganar os usuários e incentivá-los a clicar em links maliciosos ou baixar arquivos infectados.

Sites comprometidos

Os usuários podem inadvertidamente fazer o download de malwares ao visitar sites com segurança comprometida ou até mesmo criados com a intenção de espalhar malwares.

Dispositivos USB infectados

Até mesmo dispositivos USB infectados, como pen drives ou smartphones, podem contaminar computadores ao serem conectados a eles.

Downloads de software não confiáveis

O download de softwares e arquivos de fontes não confiáveis, como torrents ou sites que compartilham softwares piratas, é uma das formas mais comuns de infecção.

Quais são os tipos e objetivos de ataques de malware?

Os ataques de malware podem variar em forma e objetivo, dependendo do que o cibercriminoso busca. Os objetivos mais comuns incluem:

  • Derrubar sistemas ou torná-los inacessíveis.
  • Extorquir usuários por meio do sequestro de dados.
  • Roubar dados pessoais para aplicar golpes em nome da vítima.
  • Roubar dados de cartão de crédito ou outros dados bancários para realizar crimes financeiros.
  • Infectar computadores e usá-los para executar outros programas maliciosos.

Como saber se meu dispositivo tem um malware?

Embora não haja uma regra definitiva, existem indicadores que podem sinalizar a presença de malware em seu dispositivo, tais como:

  • Lentidão repentina do sistema sem causa aparente.
  • Pop-ups e anúncios indesejados aparecendo na tela.
  • Utilização elevada da CPU.
  • Alterações não autorizadas nas configurações do dispositivo.
  • Problemas ao ligar ou desligar o computador.
  • Redirecionamento do navegador para páginas desconhecidas.
  • Desaparecimento ou corrupção de arquivos.
  • Aplicativos estranhos instalados no dispositivo.

Como ter uma proteção avançada contra vírus e malwares?

Algumas medidas simples podem reduzir significativamente a probabilidade de um ataque de malware:

  • Manter seus softwares atualizados para aproveitar as ferramentas de segurança mais recentes e corrigir vulnerabilidades.
  • Investir em antivírus e antimalware confiáveis, mantendo-os atualizados.
  • Praticar uma navegação segura, evitando clicar em links suspeitos e baixar softwares de fontes não confiáveis.
  • Realizar backups regulares de seus dados mais importantes para garantir a recuperação em caso de ataque.
  • Educar sua equipe sobre as melhores práticas de segurança cibernética para, dessa forma, evitar armadilhas de malware.

Proteja sua empresa com a Pronnus

A Pronnus é especializada em Segurança da Informação e parceira de empresas de renome na área de Segurança Cibernética. Oferecemos soluções modernas para proteger as informações da sua empresa. Para obter mais informações, entre em contato com a gente.

Últimas Notícias

Receba nossos
conteúdos gratuitamente
Deixe sua mensagem que logo entraremos em contato!